segunda-feira, 28 de março de 2016

ONDE DEUS ESTÁ E NÃO ESTARÁ – versão para evandro

Deus não cabe neste copo de ódio
Não estanca a ferida,
Espalha o horror
Colhe flores mortas
No formato de ideologia.

Deus vaga na angústia do ser finito
Está em cada derrota
Está em cada sete a zero
Está em cada derrocada

Deus está onipresente
Neste shopping desabitado
Cada loja aceita sua fé
Em débito e crédito.

Deus, este sentimento vazio
Não está no chapéu do professor
Não está no roseiral
Não está na casa velha
Talvez no café durante o dia.

Deus estará no momento final.
Segura a tua mão, diz boa noite.
Até que parte sem aviso.
  

ONDE DEUS ESTÁ E NÃO ESTARÁ –versão apresentada

Deus não cabe neste copo de ódio
Não estanca a ferida,
Espalha o horror
Colhe flores mortas
No formato de ideologia.

Deus está onipresente
Neste shopping desabitado
Cada loja aceita sua fé
Em débito e crédito
Está em cartaz no cinema
Em terceira dimensão

Deus espalhou mais que gripe
Contagiou incautos
Falsos profetas de Nazaré
Virou remédio de farmácia popular
Virou um tipo de antidepressivo

Deus não está no comando.
Faz-se de acompanhante
Em seu leito de morte.
Depois parte sem receio

Vai reinar em outra freguesia

Nenhum comentário:

Postar um comentário