quinta-feira, 28 de abril de 2016

Ventríloquo


Em minhas mãos há um boneco
Minha voz é dele e a dele é minha
Já não sei mais quem sou eu
Me empresta algum sentido teu?
Põe sua mão aqui ó
Na minha garganta
No meu ritmo
No meu mantra
Põe seu ouvido também
No meu ver
No meu vem
No meu (v)entre
Voz cê sou eu?
Voz cê tem o que dizer?
Voz cê grita?
Voz cê dança?
Voz cê sensura?
Voz cê mente?
Voz cê quem é?
Voz cê sussurra?
Voz cê me tem?
Voz
Sê!

Nenhum comentário:

Postar um comentário