terça-feira, 24 de maio de 2016

Carne

Eram tantas as dores no peito
que resolvi tirar o coração
e deixar uma pedra
em seu lugar
vasculhei florestas
perdi-me por cidades
por entre dedos e fantasias
mas uma noite fria
seguida por outra de calor
me fez esfregar o coração nos sentidos
e foi para amar-te com a carne
que o devorei

Nenhum comentário:

Postar um comentário