quinta-feira, 26 de maio de 2016

Uma bota

O que uma
bota
a um andar 
abotoado
aos desvios
do chão?
Se um pen
drive
passos
me cadarço
ao te abraçar
descalça
Não mais
meias
entre nós
calçadas
ruas
ou vielas
Você me mato
eu te selva
e a gente
terra
nos trilhos
do metrô

Nenhum comentário:

Postar um comentário