quarta-feira, 18 de maio de 2016

Voz

Quero que me ouçam 
           dos confins da terra
           dos abismos mais profundos
           do fundo do oceano

Quero que me ouçam 
           por baixo das portas
           por trás das paredes
           de dentro dos armários

Quero que me ouçam
           do outro lado do telefone
           do outro lado da tela
           do outro lado do espelho

Quero que me ouçam 
           olhando na minha cara

E saibam

Que nunca vão me calar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário